Espaço Cultural Porto Seguro oferece programação de atividades durante o mês de fevereiro na exposição Carlos Garaicoa: Ser Urbano

SOBRE O EVENTO

Início: 06/02/2018 10:00h
Fim: 06/05/2018 17:00h
Onde: ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO Alameda Barão de Piracicaba, 610 Campos Elíseos – São Paulo

Espaço Cultural Porto Seguro apresenta programação de workshops, bate-papos, vivência fotográfica e outras atividades que dialogam com a mostra Carlos Garaicoa: Ser Urbano, que segue em cartaz até 6 de maio, com visitação gratuita. Além dessas, o PortoFabLab e Ateliê Experimental reiniciam suas atividades regulares de orientação de projetos e OpenDay.

 

Com curadoria de Rodolfo de Athayde, a exposição do artista multidisciplinar cubano Carlos Garaicoa reúne sete obras que discutem temas que impactam diretamente na formação das subjetividades e dos conhecimentos do mundo contemporâneo.

 

Garaicoa participa de um bate-papo com o público em que comentará sua trajetória e também apresentaráArtista x Artista, programa de residência que desenvolve na capital cubana, visando promover o intercâmbio cultural entre a ilha e o restante do globo.

Na atividade Tapeçaria Coletiva (10, 17 e 24 de fevereiro), os participantes são orientados pelos educadores do Espaço Cultural Porto Seguro a criar com tinta, bordado, lã e outros materiais sobre algodão cru, que depois poderão ser costurados e reunidos em uma grande tapeçaria. A atividade se inspira na obra Fim do silêncio, de Carlos Garaicoa, presente na mostra.

 

Na vivência Cidade Inacabada (20 de fevereiro), o fotógrafo Tuca Vieira apresenta os detalhes da criação de seu Atlas Fotográfico da Cidade de São Paulo; o ilustrador Paulo von Poser ensina técnicas de desenho de observação em caminhada pelo entorno do Espaço Cultural Porto Seguro no workshop Desenhar na Cidade (24 de fevereiro a 3 de março) e o artista Vitor Cesar fala sobre práticas artísticas relacionadas à cidade na atividade Modifica a imaginação a cidade (27 de fevereiro).

 

Ateliê Experimental retoma seus encontros regulares de Orientação de Projetos (de 21 de fevereiro a 28 de março); no Ateliê Aberto (16 e 23 de fevereiro) os visitantes aprendem a trabalhar com instrumentos e técnicas diversas das artes gráficas; e no workshop Sinais Gráficos (22 de fevereiro a 29 de março), o participante conhece os procedimentos expressivos de gravação e impressão para a construção de uma poética visual.

 

Já o PortoFabLab reinicia os ciclos de 2018 de Orientação de Projetos (21 de fevereiro a 28 de março); no OpenDay (16 e 23 de fevereiro), o público tem acesso livre ao laboratório; e no curso de Fabricação Digital (22 de fevereiro a 22 de março) são trabalhados procedimentos dessa técnica voltados para experimentação em artes visuais.

 

O Espaço Cultural Porto Seguro também realiza o lançamento do catálogo da exposição coletiva Tempo presente (24 de fevereiro), que esteve em cartaz no final de 2017. A atividade é acompanhada por um bate-papo com Amanda Dafoe e Rodrigo Villela, os curadores dessa mostra.

 

Confira abaixo a programação completa:

***
Exposição

Carlos Garaicoa: Ser Urbano – de 7 de fevereiro a 6 de maio

 

Ser Urbano é a primeira grande exposição individual de Carlos Garaicoa em São Paulo e traz a produção recente de um dos mais conceituados artistas latino-americanos da contemporaneidade. Os trabalhos apresentados propõem reflexões acerca das relações entre o espaço da cidade e as pessoas que a habitam. A mostra é composta por sete obras, entre instalações, vídeos, maquetes e desenhos e tem curadoria de Rodolfo de Athayde.

A partir do olhar de um artista nascido em Cuba e que atualmente reside em Madri, o trabalho de Garaicoa dialoga constantemente com a complexidade presente nas cidades em um mundo globalizado. As obras revelam a viagem criativa do autor, para quem a cidade e suas figuras, seus materiais e segredos, tem papel fundamental.

O quanto a arquitetura e os diferentes projetos urbanísticos evidenciam a beleza e os problemas da contemporaneidade? Como a cidade se curva a eventuais pressões políticas, ideológicas ou sociais? São essas algumas das questões levantadas pela obra de Garaicoa e presentes na mostra. Entre os trabalhos expostos estão tanto obras que se relacionam diretamente com o contexto cubano original do artista quanto produções feitas a partir do olhar de Garaicoa para diferentes realidades do mundo. O contexto brasileiro não só está presente na exposição, com a obra “Saving the safe”, que reproduz o prédio do Banco Central do Brasil em outo, como foi palco de inspiração para outros trabalhos, a partir da residência que fez no Rio de Janeiro e participações na Bienal de São Paulo.

Nascido em Havana em 1967, Carlos Garaicoa sempre se interessou pelas intervenções do homem no espaço público. Em sua juventude, trabalhou como desenhista no exército, produzindo mapas. As técnicas que aprendeu nesse período foram empregadas em sua produção artística, iniciada em 1989, quando, aos 22 anos, ingressou no Instituto Superior de Arte.

 

Em seus trabalhos, reflete sobre os usos da cidade e as possibilidades de construir alternativas aos modelos hegemônicos. Garaicoa é hoje um dos artistas mais respeitados do circuito contemporâneo internacional, embora mantenha o vínculo referencial criativo com Cuba. Sua obra abre um leque de temáticas universais, que refletem a experiência de uma vida de viagens contínuas, alternadas com sua estadia dividida entre seus estúdios de Madri e Havana.

 

Datas e horários:  de 7 de fevereiro a 6 de maio, com visitação de terça a sábado, das 10h às 19h.

Grátis.

Classificação indicativa: livre

*Última entrada até 30 minutos antes do encerramento

 

***

Bate-papo

Artista x Artista, com Carlos Garaicoa – 8 de fevereiro

O cubano Carlos Garaicoa participa de um bate-papo com o público no Espaço Cultural Porto Seguro, das 16h às 18h. No encontro, o artista comentará sua trajetória, relembrando desde os primeiros trabalhos concebidos em Havana até a projeção internacional, com a chegada a instituições como a Bienal de São Paulo e a Tate Modern. Garaicoa também apresentará Artista x Artista, programa de residência que desenvolve na capital cubana, visando promover o intercâmbio cultural entre a ilha e o restante do globo.

O programa foi criado por Garaicoa com o objetivo de estabelecer relações de horizontalidade entre a cena artística mais jovem e uma crescente rede de instituições e agente culturais internacionais. O projeto surge da necessidade de encontrar e gerar apoio dentro da própria comunidade artística para responder às necessidades dos criadores emergentes.

Datas e horários: 8 de fevereiro, quinta-feira, das 16h às 18h.
Inscrição: 
gratuita pelo site Sympla.

 

***
Educativo

Tapeçaria Coletiva – 9, 16 e 23 de fevereiro

Atividade de confecção de um painel de tapeçaria coletiva, inspirada no trabalhoFim do silêncio, do artista Carlos Garaicoa, que integra a mostra em cartaz Ser Urbano.

 

Os educadores do Espaço Cultural Porto Seguro conduzem a atividade a partir de diversos materiais e técnicas, como o bordado, tinta, costura e colagem, aplicados sobre uma base de algodão cru. As criações individuais dos participantes poderão depois ser costuradas em um grande painel de tapeçaria.

 

Educativo do Espaço Cultural Porto Seguro tem papel fundamental no desenvolvimento da relação entre a instituição e seus públicos, por isso trabalha de maneira comprometida com a formação continuada de seus educadores e com a construção de ferramentas que possam ampliar essa relação.

 

Datas e horários: 9, 16 e 23 de fevereiro, sábados, das 11h às 15h.
Grátis, sem necessidade de inscrição prévia.

 

***
Ateliê Experimental

Ateliê aberto – 16 a 23 de fevereiro

Às sextas-feiras, o Ateliê Experimental convida interessados em utilizar seus espaços e equipamentos. Poderão ser trabalhadas diversas linguagens gráficas, como xilogravura, gravura em metal, carimbos e cianotipia.

 

O Ateliê Experimental é um laboratório de linguagens gráficas manuais, como a gravura e o desenho. Tem foco nas atividades práticas e na vivência em ateliê. Os instrutores orientaram os participantes sobre as diferentes técnicas manuais e referências da história da arte para a produção artística.

 

Datas e horários: 16 a 23 de fevereiro, às sextas-feiras, das 10h às 13h e das 14h às 18h.

Inscrições: gratuitas, pelo e-mail atelieexperimental@espacoculturalportoseguro.com.br

Vagas: 10 vagas.

 

***

Orientação de projetos Ateliê Experimental – de 21 de fevereiro a 28 março

Às quartas, o Ateliê Experimental recebe interessados em desenvolver seus próprios projetos artísticos no âmbito da integração entre as linguagens gráficas. É oferecido apoio técnico, orientação e um ateliê equipado para gravura, cianotipia e outras técnicas.

 

Em quatro encontros, os equipamentos do ateliê estarão disponíveis ao uso sob orientação dos instrutores para o desenvolvimento de projetos artísticos dos interessados. O objetivo é incentivar a pesquisa e produção artística por meio da discussão de linguagem, da orientação técnica e do desenvolvimento poético. O programa está vinculado à viabilidade do projeto dentro do espaço do Ateliê Experimental, bem como à compreensão da proposta de possibilidades de técnicas disponíveis, na qual o participante é responsável pelo material de consumo individual a ser utilizado durante os encontros.

 

Ateliê Experimental é um laboratório de linguagens gráficas manuais, como a gravura e o desenho. Tem foco nas atividades práticas e na vivência em ateliê. Os instrutores orientam os participantes sobre as diferentes técnicas manuais e referências da história da arte para a produção artística.

 

Datas e horários: 6 encontros agendados, de 2 horas cada, às quartas-feiras, entre 10h e 18h.

R$50 (inteira) e R$ 25 (estudantes, pessoas com mais de 60 anos, jovens pertencentes a famílias de baixa renda - 15 a 29 anos -, pessoas com deficiência - e acompanhante quando necessário - e professores, titulares, supervisores, coordenadores pedagógicos e diretores das redes públicas municipal e estadual de ensino)

Inscrições: pelo e-mail atelieexperimental@espacoculturalportoseguro.com.br

 

***
Sinais gráficos
 – de 22 de fevereiro a 29 de março

Os sinais gráficos são as marcas derivadas de procedimentos de gravação e impressão, meios fortemente expressivos na construção de uma poética visual. Este curso tem o objetivo de explorar tais potencialidades na produção gráfica em papel.

 

Além do suporte dos instrutores do Ateliê Experimental, serão disponibilizadas as ferramentas de uso coletivo. Os materiais de uso individual, como matriz, papel para tiragem e tintas especiais deverão ser previstos pelo participante ao longo do curso.

 

Ateliê Experimental é um laboratório de linguagens gráficas manuais, como a gravura e o desenho. Tem foco nas atividades práticas e na vivência em ateliê. Os instrutores orientam os participantes sobre as diferentes técnicas manuais e referências da história da arte para a produção artística.

 

Datas e horários: 6 encontros às quintas-feiras, nos dias 22 de fevereiro, 1º, 8, 15, 22 e 29 de março, das 14h às 17h. 
Vagas: 10 vagas.

Inscrições: gratuitas, pelo site Sympla.

 

***

PortoFabLab
OpenDay PortoFabLab – de 16 a 23 de fevereiro

Todas as sextas, o PortoFabLab abre as portas à visitação e à realização de projetos artísticos do público, utilizando os equipamentos do laboratório. Os participantes poderão conhecer mais sobre as máquinas disponíveis e enviar uma proposta para materializar seu projeto pessoal.

 

Durante o OpenDay, o público tem acesso livre ao uso do laboratório, equipado com dispositivos computacionais e máquinas de controle numérico destinados à produção artística e à experiência estética, na busca por um diálogo entre as artes em geral e novas tecnologias. Os períodos de utilização são agendados de acordo com as necessidades de cada projeto, a partir de uma proposta apresentada previamente, com desenho em arquivo digital trazido pelo participante e previsão de materiais de consumo a serem utilizados em cada máquina.

 

PortoFabLab é um laboratório de fabricação digital voltado às artes. Um espaço de interação entre arte e tecnologias digitais, com ênfase na exploração de novas experiências na produção artística. Estão disponíveis máquinas de comando numérico para a execução de modelos digitais em 2D e 3D, entre elas, cortadora a laser, fresadora de precisão, plotter cortadora de vinil e impressoras 3D. Além disso, o laboratório possui equipe especializada no desenvolvimento de projetos.

 

Datas e horários:  de 16 a 23 de fevereiro, às sextas-feiras, das 10h às 12h e das 14h às 18h
Vagas: 6 vagas em períodos pré-agendados, em encontros de 2 horas cada.

Inscrições: gratuitas pelo e-mail portofablab@espacoculturalportoseguro.com.br

 

***

Orientação de Projetos – PortoFabLab – de 21 de fevereiro a 28 de março

O PortoFabLab recebe interessados em desenvolver projetos artísticos que dialoguem com linguagens digitais e novas tecnologias. Ao longo de quatro encontros, a equipe do laboratório orienta os participantes no uso dos equipamentos de fabricação digital para materializar suas ideias.

 

Em encontros semanais agendados, o objetivo é a elaboração e execução de um projeto a partir de métodos e dispositivos de fabricação digital. O laboratório disponibiliza uma equipe técnica de pesquisadores na área digital para acompanhar o desenvolvimento de cada projeto em todas as fases. Cada proposta deverá prever os materiais de consumo a serem utilizados durante o período de orientação.

 

PortoFabLab é um laboratório de fabricação digital voltado às artes. Um espaço de interação entre arte e tecnologias digitais, com ênfase na exploração de novas experiências na produção artística. Estão disponíveis máquinas de comando numérico para a execução de modelos digitais em 2D e 3D, entre elas, cortadora a laser, fresadora de precisão, plotter cortadora de vinil e impressoras 3D. Além disso, o laboratório possui equipe especializada no desenvolvimento de projetos.

 

Datas e horários: 6 encontros agendados, de 2 horas cada, às quartas-feiras, entre 10h e 19h.

R$50 (inteira) e R$ 25 (estudantes, pessoas com mais de 60 anos, jovens pertencentes a famílias de baixa renda - 15 a 29 anos -, pessoas com deficiência - e acompanhante quando necessário - e professores, titulares, supervisores, coordenadores pedagógicos e diretores das redes públicas municipal e estadual de ensino).

Inscrições: pelo e-mail portofablab@espacoculturalportoseguro.com.br

 

***

Fabricação digital – de 22 de fevereiro a 22 de março

O curso apresenta conceitos da fabricação digital a partir das práticas do PortoFabLab, em uma abordagem que se volta para o funcionamento dos diferentes equipamentos e para os processos de elaboração e experimentação no campo das artes visuais.

 

Em quatro encontros introdutórios serão abordados os conceitos iniciais da fabricação digital a partir das experiências artísticas. Os participantes realizarão uma série de experimentos que buscam o entendimento dos processos e funcionamento de máquinas, a partir de diferentes métodos de manufatura assistida por computador, dentre as quais: as técnicas aditiva, formativa, corte 2D, usinagem 3D, bem como a exploração de referências aplicadas às artes visuais. É necessário trazer o próprio notebook.

 

PortoFabLab é um laboratório de fabricação digital voltado à prática artística. Um espaço de interação entre arte e tecnologias digitais, com ênfase na exploração de novas experiências na produção artística. Estão disponíveis máquinas de comando numérico para a execução de modelos digitais em 2D e 3D, entre elas, cortadora a laser, fresadora de precisão, plotter cortadora de vinil e impressoras 3D. Além disso, o laboratório possui equipe especializada no desenvolvimento de projetos.

 

Datas e horários: 5 encontros semanais, às quintas-feiras, de 22 de fevereiro a 22 de março, das 19h às 21h30.
Vagas: 
10 vagas.

Inscrições: gratuitas, pelo site Sympla.

Classificação indicativa: 15 anos.

 

***

Atividade

Cidade Inacabada – 20 de fevereiro

O fotógrafo Tuca Vieira apresenta os detalhes de concepção e realização o seu Atlas Fotográfico da Cidade de São Paulo e arredores. O trabalho abarca maneiras de olhar para a cidade que contemplam ao mesmo tempo a observação científica e a visão pessoal de Tuca por meio da fotografia.

 

Por um período de dois anos, Tuca Vieira percorreu todos os bairros de São Paulo com o objetivo de realizar um relato tão exaustivo quanto significativo da cidade. O fotógrafo, conhecido por ter feito fotos icônicas da cidade contemporânea, efetivou o seu projeto de realizar ao menos uma fotografia de cada página representada do Guia de Ruas de São Paulo - antigo mapa de trajetos urbanos muito conhecido dos motoristas. Nesse encontro, ele apresenta o resultado das imagens e comenta os traços heterogêneos da cidade que aparecem em suas fotos.

 

Tuca Vieira é fotógrafo. Desenvolve projetos envolvendo cidade, paisagem urbana, arquitetura e urbanismo. Mestrando em História e Fundamentos da Arquitetura e Urbanismo na FAU-USP, e bacharel em Letras com habilitação em língua e literatura alemãs, na FFLCH-USP. Realizou recentemente duas exposições em que estabelece forte relação da fotografia com a cidade: Cumbica (Casa do Povo, 2017) e Atlas Fotográfico da Cidade de São Paulo e seus Arredores (Casa da Imagem, 2016).

 

Data e horário: 20 de fevereiro, terça-feira, das 19h30 às 21h

Inscrição: gratuita.

 

***

Lançamento do catálogo

Tempo presente, por escrito -  24 de fevereiro

Os curadores da exposição Tempo Presente, Amanda Dafoe e Rodrigo Villela, conversam com o público durante o lançamento do catálogo da mostra.

 

A publicação é resultado de um convite feito a sete críticos para refletir sobre as sete obras que integraram a exposição Tempo presente, organizada pelo Espaço Cultural Porto Seguro em 2017. Com trajetórias e formações diversas, os textos multiplicam pontos de vista sobre os trabalhos e refletem também um pressuposto da curadoria: ampliar o acesso a públicos heterogêneos e criar diálogos que explorem vertentes poéticas variadas.

 

A exposição Tempo Presente, realizada entre novembro e dezembro de 2017, teve seu título inspirado no poema “Mãos Dadas”, de Carlos Drummond de Andrade, que serviu como convite do público para interagir com os trabalhos apresentados. Com obras de Tomie Ohtake, Gisela Motta & Leandro Lima, Laura Vinci, OPAVIVARÁ!, Nazareno, Raquel Kogan e Laura Belém, a exposição foi composta por instalações que convidavam o público a interagir.

 

Data e horário: 24 de fevereiro, sábado, às 16h.
Entrada gratuita.

*No dia do lançamento, os catálogos serão distribuídos gratuitamente para o público

 

***

Workshop

Desenhar na cidade – 24 de fevereiro e 3 de março

Workshop de desenho de observação com o artista Paulo von Poser a partir da caminhada pelo entorno do Espaço Cultural Porto Seguro. A atividade é um estímulo à exploração da cidade por meio da anotação e do esboço produzidos em contato direto, integrando desenhos de observação individuais e coletivos.

 

Paulo von Poser é artista visual, arquiteto, desenhista, ceramista, ilustrador e professor. Iniciou nas artes plásticas em 1976. Formou-se em arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, em 1982. Leciona desde 1986 na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Católica de Santos e, desde 2007, na Escola da Cidade, em São Paulo. Ficou conhecido por seus desenhos de rosas em 1989, com a ilustração do calendário do Museu de Arte Contemporânea, MAC-USP, e posteriormente pelos desenhos retratando museus, praças e espaços públicos da cidade de São Paulo. Em 2007, desenhou sobre 5 painéis com 3.500 azulejos instalados entre as tradicionais bancas de flores da Avenida Doutor Arnaldo, em São Paulo. Em 2012, comemorou 30 anos de exposições com a retrospectiva “Trajetória”, no Museu Brasileiro da Escultura, e a exposição “Floração”, no Museu de Arte Sacra. Participou de mostras nacionais e internacionais, e seus trabalhos integram inúmeras coleções privadas e acervos de museus. Atualmente vive na cidade de São Paulo, produzindo, lecionando e também participando de causas sociais e urbanas, como o Parque Minhocão e o projeto Rios e Ruas.

 

Datas e horários: 2 encontros nos dias 24 de fevereiro e 3 de março, sábados, das 10h30 às 13h.
Atividade gratuita, sem necessidade de inscrição prévia.

 

***

Atividade

Modifica a imaginação a cidade – 27 de fevereiro

Neste bate papo, o artista Vitor Cesar apresenta práticas artísticas que se relacionam com a cidade e procura discutir suas ambivalências, entre disputas de poder e as relações entre arquitetura nas artes visuais.

 

 

Vitor Cesar desenvolve uma prática artística que procura discutir noções de espaço público e que se manifesta em diferentes meios, como exposições, experimentações gráficas e espaciais, publicações, oficinas e debates. Esta prática procura reconhecer a dimensão política da arte e propiciar uma contaminação com outros circuitos. Atua em colaboração com diferentes artistas, fez parte da Transição listrada e hoje é integrante do Grupo inteiro. Orienta grupo de estudos na Escola Entrópica, do Instituto Tomie Ohtake e é professor na Escola da cidade.

 

Data e horário: 27 de fevereiro, terça-feira, das 19h30 às 21h.
Inscrições: gratuitas.

 

ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO

Alameda Barão de Piracicaba, 610
Campos Elíseos – São Paulo
(11) 3226-7361

 

Horários:

Terça a sábado, das 10h às 19h
Domingo e feriados, das 10h às 17h

 

Capacidade: 305 pessoas

 

Acessibilidade: 
O edifício é acessível para pessoas com mobilidade reduzida. A exposição oferece atendimento especial na visitação com mediadores bilíngues em inglês, espanhol e libras mediante agendamento prévio.

 

Estacionamento: 
Alameda Barão de Piracicaba, 634 (sede Porto Seguro)
De segunda a sexta-feira até 1h30 gratuito (1ª, 2ª e 3ª hora adicional R$ 10,00 a hora. A partir da 4ª hora adicional, R$ 5,00 a hora). A partir das 17h30 e aos sábados, domingos e feriados – R$ 20,00 (preço único).

 

Serviço de vans:
O Complexo Cultural Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro Porto Seguro e do Espaço Cultural Porto Seguro. Na Estação da Luz, o ponto de encontro das vans é na saída Rua José Paulino / Praça da Luz / Pinacoteca, em frente ao Parque Jardim da Luz. Há instrutores no local para orientar o embarque. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 3226-7361.

 

Horário de funcionamento do serviço de vans: 
Terça a sábado das 9h à 0h. Domingo das 9h às 22h.

 

Gemma Restaurante:
Aberto todos os dias: segunda, das 12h às 15h; terça, das 10h às 17h; quarta a sexta, das 10h às 21h; sábado, das 11h às 18h; domingo, das 11h às 16h.

 

Site: http://espacoculturalportoseguro.com.br
Facebook: http://facebook.com/EspacoCulturalPortoSeguro
Instagram: @EspacoCulturalPortoSeguro

 

AGENDAMENTO PARA VISITAS EM GRUPO

educativo@espacoculturalportoseguro.com.br

 

MAPA

Clique para habilitar o mapa
ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO Alameda Barão de Piracicaba, 610 Campos Elíseos – São Paulo